Saúde da mulher: o que é e como se cuidar integralmente

Ao longo da História, os corpos das mulheres têm sido alvo de constantes abusos e experimentações. Assim como diz no trecho a seguir do livro Ginecologia Natural, de Pabla Pérez San Martin:

“A história não só nos tem negado socialmente, mas também nos tem castrado no nível sexual […]. Um universo de culpas se atribui a este “ser errante”, a este “homem mutilado”, como nos chamou Aristóteles; a este “sexo que não existe”, como afirma Sigmund Freud. Foi assim que nos tacharam e nos desprezaram pelo fato de sermos misteriosas para a ciência, provocadoras para a moral, perigosas para a política e pecadoras para as religiões”.

A saúde da mulher se baseia no olhar integral para essa mulher: físico, mental e emocional, incluindo sexualidade e espiritualidade. Mas esse olhar integrativo nem sempre foi bem aceito. Confira alguns fatos curiosos que aconteceram na história da mulher no mundo:

1 – John Harvey Kellogg, foi um médico que queria impedir que mulheres tocassem em sua própria genitália. Ele escreveu livros dizendo que a masturbação causava câncer cervical, epilepsia, loucura etc. E por isso, ele indicava aplicação de ácido carbólico puro no clitóris para aliviar a excitação;

2 – Conhece a caça às bruxas? Aconteceu entre os séculos XV e XVII. Para se certificarem de que a mulher era bruxa ou não, costumavam verificar a genitália. Por exemplo, em 1593 um carrasco examinou uma mulher suspeita, viu que ela tinha “um pequeno pedaço de carne que se protuberava feito um mamilo” (o clitóris), e tirou a conclusão de que deveria ser marca do diabo;

3 – Ao longo da história, várias culturas compraram a ideia de que o fluxo menstrual seria impuro, sujo e descartável. O fato de a mulher sangrar sem ferimento aparente por vários dias e isso ser combinado com o sangramento de outras mulheres, era visto como algo misterioso e “de outro mundo”;

4 – Chegando no mundo moderno, empresas de absorvente começaram a associar a menstruação como algo a ser escondido. E para vender, falam de sensação de frescor, proteção, segurança e conforto “mesmo estando menstruada!”.

Mas não se engane achando que isso é coisa do passado! Em 2012, um jornal disse que “para algumas mulheres, curtir sexo não é sinônimo de ter orgasmo, já que certas mulheres tiram mais proveito de outras coisas que não o orgasmo”. Também, recentemente, disseram que “existem mulheres que são incapazes de atingir o orgasmo, não importando as ferramentas e os truques a que recorram”.

Pode parecer que não, mas você sabia que essas crenças que tanto nos ensinaram, amarras que nos colocaram e bloqueios que nos criaram, podem ser a origem de várias doenças e desequilíbrios físicos e emocionais? Para a aromaterapia clínica, inclusive, a doença (desequilíbrio) é vista como um convite para uma mudança profunda. Um convite para mudar padrões.

Veja abaixo algumas orientações para você, mulher, se olhar com mais carinho, respeito e cuidado. Por uma vida mais livre e saudável!

  • Você já considerou entrar em contato com o seu CICLO?

O hábito de usar absorventes descartáveis nos fez pensar que o nosso sangue é sujo, lixo e que cheira mal. Nos acostumamos com o ritual de “embrulhar e jogar fora”. Trocar os absorventes descartáveis pelos reutilizáveis, de pano, ajuda muito! Quem sabe também um coletor?

  • Já considerou trocar o ANTICONCEPCIONAL por outro método?

Eu, Jennifer, comecei a tomar anticoncepcional logo após o meu primeiro sangramento. Passei 9 anos sem me conhecer de verdade, sem saber como o meu corpo funcionava, sem entender meu ciclo e com problemas de saúde por conta do remédio. Você já se conhece de verdade? Reflita.

  • Você já olhou (mesmo) para o seu CORPO?

Não estou falando de se olhar no espelho antes de sair. Estou falando de pegar um espelho e olhar cada parte do seu corpo, incluindo a vulva e a vagina.

  • Já considerou dizer “NÃO” para o seu filho, namorado/marido, chefe…?

Você ainda faz coisas que não quer? Se sente obrigada a algo? Vamos fazer um trato… Sua única obrigação é se cuidar e se respeitar. Você é sua prioridade! Diga mais “sim” para você.

  • Está ENVELHECENDO? Isso é incrível!

A maturidade precisa ser vista com mais tranquilidade e beleza. Envelhecer é lindo! Que bom que os anos passam e você continua mudando e VIVENDO! Já pensou parar de se considerar um problema e aceitar os processos naturais e perfeitos da vida?

  • Aposte em óleos essenciais FLORAIS

Óleos essenciais como o Gerânio, Lavanda, Ylang Ylang, Camomila Romana e Rosa, são óleos considerados da mulher. Trabalham autoestima, autoaceitação, amor-próprio, traumas e a nossa relação com a feminilidade. Além de serem excelentes tratamentos para a saúde da mulher, como para cólicas menstruais, inchaços, ansiedade, depressão e queixas ginecológicas.

O que podemos entender com tudo o que falamos aqui? Entendemos que se você sofre de cólicas intensas, por exemplo, não adianta querer resolver apenas o desconforto das cólicas. É preciso querer resolver também a sua relação com a sua menstruação e corpo. Esse é o caminho e o raciocínio ideal.

O entendimento sobre a bela complexidade da saúde da mulher é necessário e urgente para uma sociedade com mais qualidade de vida, mais saudável e feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá 👋
O que podemos ajudar?